5 de abril de 2008

Experiência turística

Enviado por Aristides Faria


É bastante defendida a idéia de que o Turismo é uma “indústria sem chaminés”, ou seja, altamente rentável, vitalícia e que não agride o ambiente natural. Mas, na realidade, a atividade turística promove tanto impactos, quanto benefícios às localidades receptoras. Em nossa coluna abordaremos a hospitalidade como um meio, um caminho para a Educação Ambiental. Ou seja, veremos o que é a tal hospitalidade verdadeira e como ela (e seus tentáculos) poderão servir para educarmos nossa sociedade a uma relação mais sadia com nosso ambiente.

Veja alguns exemplos de benefícios e impactos advindos do turismo:

Desta maneira, o turismo deve ser administrado por uma sólida parceria entre o Poder Público, a iniciativa privada, as comunidades e os turistas. Sim, os turistas têm grande responsabilidade na promoção de uma “experiência turística” agradável e enriquecedora. O turismo de “sol e praia” acabou (ou está acabando). Moradores e turistas devem compartilhar um turismo mais refinado, que proporcione aprendizado mútuo. Que busque a troca de informações sobre as pessoas, a natureza exuberante da região, sua história, suas lendas, contos e gastronomia típica.


A Educação Ambiental é, antes de tudo, Educação para a plena prática da cidadania. E cidadania é, também, ainda que por alguns dias, tornar-se co-habitante de uma cidade e perceber quanta beleza há em cada detalhe. Além disso, compreender que o encanto que a cidade lançou sobre você só será eterno se todos seus habitantes (permanentes e usuais) o cultivarem.


Nossa coluna vai, por meio da Educação Ambiental, exaltar a seguinte mensagem: cultive a magia dos lugares que visitar, a sinceridade das pessoas que conhecer e a riqueza da história dos locais por onde passar.

Aloha!

Aristides Faria

2 comentários:

Aristides Faria disse...

Pow, Anderson!!

Ficou bem massa!! Com figurinha e tudo?!?!

Aaaaaah, muleeeeeke!!

Um grande domingo a você!!
Aristides Faria

Aristides Faria disse...

Ontem (16) participei do "7º VEredas", evento promovido pela ECA Jr. Dentre os palestrantes estava Renato Doidera, Mochileiro e Fotógrafo. Visitem o site do cara: www.doidera.com.

Tomo a liberdade de chama-lo de "cara", por que ele o é! É o cara! sem saber, talvez, ele dá uma aula de motivação, planejamento, realização pessoal e entusiasmo. Por talvez não saber, seu discurso é natural. Muito mais bacana e eficaz do que as palestras-show que proliferam-se por aí (mas que têm seu valor, também).

Faço este comentário aqui, pois dentro desta aula, Doidera, exemplifica diversas vezes como faz para escolher os serviços que adquire. Seu parâmetro? Baixo custo e proximidade aos costumes locais.

Abraço, galera!!
Aristides Faria